CARTA A UM TELE-EVANGELISTA

Meu caro Pr. Milvio Santos.

Tenho acompanhado o seu programa de televisão e confesso que estou preocupado. Eu me lembro quando você ainda era pastor de uma denominação pentecostal e membro da equipe de liderança da igreja local onde seu parente era o pastor presidente. Lembro de como você discursava contra a Teologia da Prosperidade, inclusive chamando os que a seguem de “palhaços”, “imbecis” e “idiotas”; esse é o seu jeitão de falar.
 Mas ultimamente vejo que você mudou o discurso por conveniência simplesmente para se tornar a bola da vez. Hoje percebo que em seus programas só você e sua esposa pregam, aconselham, só você e ela aparecem. Há algumas exceções, mas a oportunidade sempre é dada apenas às estrelas dos púlpitos estadunidenses que aparecem em seu programa apenas para pedir mais dinheiro para sustentar o seu luxo pessoal. São pessoas como Mike Murdock e Morris Cerullo.
 Como é triste você realizar pedidos apelativos para que pessoas de boa fé financiem seu estilo de vida, bem como a sua pregação que é um tremendo desserviço à Igreja de Deus. É triste ouvir você pregando o anti-evangelho ao afirmar que a prosperidade é a rubrica da vez. Vejo como você esqueceu o genuíno Evangelho que ordena o negar-se a si mesmo pela morte diária para com o pecado e para com o mundo. Você contraria, com sua pregação e vida, aquilo que Paulo diz em 2 Coríntios 4:

Por isso, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos; Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade.
 Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos; E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal. De maneira que em nós opera a morte, mas em vós a vida.
 Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se nã o vêem são eternas.

Tenho certeza de que Deus irá cobrar muito caro esta atitude, uma vez que os sinais do reino, que apontam para a glória de Deus e sua obra redentiva, são maculados pelas suas mentiras. Fico pensando como a maioria da população evangélica é ingênua em manter os seus bens de consumo como, por exemplo, o jatinho particular, as viagens aos Estados Unidos (destino preferido da maioria dos tele-evangelistas), as empresas destinadas à publicação etc.
 Milvio, o Evangelho que conheço é totalmente oposto ao seu. O Evangelho que conheço desafia a vida, mas o seu a acomoda. O Evangelho que conheço mortifica a vaidade da carne, mas o seu a robustece. O Evangelho que conheço centraliza Jesus, mas o seu o marginaliza. O Evangelho que conheço glorifica a Deus, mas o seu o manipula. O Evangelho que conheço age contra o pecado, mas o seu o desconsidera. O Evangelho que conheço lança o olhar para a eternidade, mas o seu o seculariza.
 Oxalá você, meu amigo, acorde deste sonho de Peter Pan, negando o crescimento da fé. Do contrário, sobrará apenas o pesadelo da desonra, dos açoites multiplicados e da rejeição eterna do Senhor Jesus.

Que você e seus seguidores acordem!

OBS: Esta carta é uma obra de quase ficção, qualquer semelhança com pessoas ou eventos não terá sido mera coincidência!

Sola Scriptura.

12 comentários:

Heleno Filho disse...

Quando li o nome do Silas Malafaia gritou em minha mente!
Duda, também há os pastores que não tem feito tais apelos, que não são adeptos da teologia da prosperidade, que não são neo-pentecostais, mas que têm um forte queda pelo narcisismo, como o Pr. Hermenandino Noites Drops(O nome aqui também é fictício). Esses fazem questão de estar sempre em evidência.
Este post é muito propício porque expõe a fragilidade da linha divisória entre manter-se são desviar-se das boas intenções.
Abraços!

Vinícius Fernandes disse...

Muito, mas muito bom mesmo.

Saudades dos primeiros dias de Malafáia. Acredito que infelizmente não voltarão mais.

Simone Quaresma disse...

E quando o pastor da história "quase fictícia" disse que a teologia da predestinação é coisa do diabo? Orebe ouviu,ninguém contou...

Alfredo de Souza disse...

Heleno, hilário o seu comentário, ri muito!

Abraço.

Alfredo de Souza disse...

Vinícius, concordo com você quando diz que o retorno é quase impossível. Triste realidade.

Alfredo de Souza disse...

Sema, eu também ouvi, só não estava lembrado. Que pena, pois eu poderia ter colocado na postagem.

Além da afirmação insana, ele também se gaba em ter ateus e outros do ramo que contribuem financeiramente com o programa televisivo. Eu, heim?!

Charles disse...

Alfredo,

Quase engasguei com o comentário do Heleno. Noites Drops... de onde ele tirou essa? (eheh) Sempre há uma síntese por trás desses desvios no evangelho. No evangelho da prosperidade, a síntese é entre o evangelho e o materialismo. O problema é que o evangelho de Cristo não admite sínteses. Espero que o Mílvio Malafaia mude seu discurso, conforme seu importante recado.

Abraço!

Anônimo disse...

Prezado Rev. Alfredo, sua carta foi dura para o telepregador Milviio, mas necessária. Parabéns por denunciar o concorrente do evangelho puro. Abraço. José João.

Anônimo disse...

Olá Rev. Alfredo ! Quando li o texto veio vários nomes na minha cabeça. Mas infelizmente temos que conviver com isso e pedir misericórdia do Senhor! Familia Brito está com saudades de vcs aqui em Manaus ! Aqui em Manaus temos um desses 'Tele-Evangelistas' que está dando o que flar!
Abraço Lucas Brito

Marcos Augusto disse...

Olá, meu preclaro!
Excelente artigo. Gostei também do nome fictício. No que diz respeito ao temperamento, é a mesma coisa. Acho que um é o alter-ego bruto do outro, se é que me entende (rsrsrs). Mas falando sério, embora o Mílvio não se auto-intitule assim, é mais que óbvio que hoje ele é mais um apóstolo do "evangelho" de consumo.
Abs, Marcos

Alfredo de Souza disse...

Queridos Marcos, Lucas, José João e Charles, grande abraço.

Anônimo disse...

woohoo!! comentarios muitos inteligentes , pramim Pr Silas Malafaia é um Pastor profissional kkkkkk visando lucros, sempre com sua pregações dramaticas e irritante , Eu mesmo quando assisto ele não me passa boa impressão , assim como outros Televisivos da bola da vez kkkkkk
Mas o mundo é assim so que devemos esta atento sempre .
abraço a todos pr Alfredão ta sumido aparece aqui no studio HC studio " junior Magalhães"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...