A MORTE DE NIEMEYER


Este foi o texto da Escritura Sagrada que veio à minha mente ao tomar conhecimento da morte do brilhante Oscar Niemeyer. Ateu convicto, este amante das curvas foi um comunista militante cuja esperança se restringiu aos postulados da esquerda política e filosófica. Um homem que deixou um legado arquitetônico sem precedentes em nossa ultra-modernidade.

Reconhecido como gênio da arquitetura, Niemeyer é celebrado e até cultuado por milhares de arquitetos e acadêmicos espalhados pelo mundo. E não é para menos, suas obras são marcantes e desconcertantes diante daqueles que contemplam. O abandono pelas retas e o abuso nas curvas fez deste homem um semeador de prédios, espaços e esculturas que dividiu o conceito de arquitetura moderna. Foi ousado em suas escolhas e simples em seu cotidiano, ingredientes que fizeram dele uma pessoa querida e admirada por todos os que conviviam ao seu lado.

Mas tudo indica que em meio a tudo isto o ateísmo imperou. E embora este talvez fosse para ele um ponto sem muita importância, contudo este ponto sem importância vai fazer uma grande diferença imortal. Morrer sem Cristo pode ser um aspecto ignorado por muitos aqui neste mundo, mas na vida após a morte torna-se o único aspecto para se lamentar por toda a eternidade.

Quem sabe neste mesmo dia da morte de Niemeyer tenha morrido algum mestre de obras absolutamente desconhecido, alguém que não tinha fama nem dinheiro, alguém que só tinha a Cristo como seu Senhor e Salvador, alguém que cria e glorificava ao Senhor Deus. O mundo não sabe da sua morte, e talvez nunca saberá, entretanto neste exato momento não faz nenhuma diferença a fama de Niemeyer ou o anonimato do crente desconhecido vividos neste mundo, a diferença crucial será o tipo de eternidade que cada um viverá.

É aqui que o texto em Marcos 8: 36 possui grande importância, ou seja, é como eu sempre gosto de afirmar: Nada com Deus é tudo e tudo sem Deus é nada! Simples assim, tão simples como o questionamento do Senhor Jesus: “Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?"

Sola Scriptura

3 comentários:

Ana Carolina disse...

Lindo texto!
Enquanto vejo diversos comentários no facebook, ouço notícias constantes na TV e no rádio, estive pensando justamente sobre isso referente à morte deste "grande" homem apenas no aspecto mundano.
Alguém que usufruiu abundamente da graça comum que Deus lhe deu. "Aquele" Deus que, pelo que tudo indica, Niemeyer ignorou em vida.
Lamento sua morte... sem Cristo!

Pb Fernando disse...

Um grande gênio, pena que se declarava um ateu convicto. E agora, como será que ele está diante da realidade da eternidade?

Noemi disse...

VISITANDOLES NUEVAMENTE DESDE EL SALVADOR CENTROAMERICA, DESDE MI BLOG www.creeenjesusyserassalvo.blogspot.com
RECIBAN MUCHISIMAS BENDICIONES

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...